20 de setembro de 2017

Carreiros - A força de uma tradição

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

19 de setembro de 2017

O jeito foi mudar a casa de lugar! Trecho do livro Histórias do Além, de Rogério Corrêa

Trecho do livro Histórias do além, de Rogério Corrêa:

O jeito foi mudar a casa de lugar!

  
Há muito tempo aconteceu algo assustador a um casal de irmãos. Naquela época uma moça e seu irmão moravam em uma antiga casa, numa fazenda que herdaram dos pais, que por sua vez, haviam herdado dos pais, avós desses irmãos.
Geralmente as fazendas eram afastadas (ainda são) umas das outras, e na maioria das vezes os rapazes namoravam filhas dos vizinhos, para não terem de se locomoverem para tão longe, e o cavalo, era o principal meio de transporte.
Em um dia atípico, de tardezinha a moça começou a sentir uns arrepios estranhos e decidiu ir à casa da vizinha para não ficar sozinha, porque o seu irmão tinha ido a cavalo distante dali, para namorar.
A vizinha era muito pobre e tinha vários filhos. Prosearam, jantaram, e lá pelas 8 horas o filho mais velho chegou com alguns primos para dormirem na casa. A moça assustada, tinha pensado em dormir na vizinha, porém, não teve como, porque as camas eram insuficientes para todos.
Em cada uma das camas já iria dormir mais de uma pessoa, então, ela retornou sozinha para sua casa, naquela noite escura, e preparou a cama para dormir.
Naquele tempo não tinha energia elétrica nas fazendas, só lamparinas e candeias. De repente, algo deu um puxão em sua coberta. Ela acendeu a lamparina e não viu nada. Aumentou o pavio para iluminar mais, conferiu todas as tramelas[1] das portas e janelas para ver se estavam bem fechadas, também olhou debaixo das camas.
Depois de procurar bastante e não encontrar nada, tornou a sentir os arrepios e bateu aquele medo danado. Mas, pensou que poderia ser um rato e ele tinha se escondido no assoalho, então resolveu voltar para a cama, apagou a lamparina.
Passou-se um tempinho, e algo deu novo puxão em sua coberta. A moça novamente acendeu a lamparina, olhou, e nada viu.
O medo já tinha tomado conta dela, então, dessa vez, deixou a lamparina acessa mais tempo, pensando que o seu irmão chegaria rápido. Mas, não chegou.
Outra vez apagou a lamparina, e, depois de um longo tempo, a coberta da cama foi puxada outra vez, mas, com tanta força, que foi parar no outro canto do quarto.
A moça disse que só não morreu, porque seu coração devia estar muito saudável. Ficou tão apavorada, e, como dormir estava fora de questão, resolveu sair de dentro de casa e aguardar o retorno do seu irmão do lado de fora.
Não demorou muito, e escutou, ao longe o galopar do cavalo vindo em sua direção. Gritou o nome do irmão e ele respondeu. Ele quis saber os motivos dela não estar dormindo, e ela contou o que tinha acontecido. Ele sorriu muito, e disse que era tudo coisa da cabeça dela, já que nunca tinha sucedido algo daquela natureza na fazenda ou vizinhança.
Mas, a moça estava tão assombrada, e o susto tinha sido tal que ela teve de dormir com o irmão, todavia, naquela noite não houve mais incidentes.
No dia seguinte a moça disse ao irmão que não dormiria mais na casa, e, preparou suas roupas e as colocou em uma mala, despediu-se do irmão e seguiu para a estrada de terra por onde um ônibus passaria pela manhã, em direção à cidade mais próxima. Iria para a casa de familiares.
Contudo, o irmão não quis acreditar naquilo que lhe pareceram supostas assombrações sofridas pela irmã, e ficou sozinho na casa.
Alguns dias se passaram, e aconteceram coisas bem piores com ele: tomaram a coberta, escutou rinchados, gritos e latidos dentro da casa, e, quando acendia a lamparina não via nada. O medo foi tão grande que na mesma noite ele saiu da casa e foi dormir na fazenda do pai de sua namorada.
Ao chegar lá na fazenda contou a eles o que aconteceu à sua irmã e a ele. O assunto foi largamente discutido e os mais entendidos lhe aconselharam: “O jeito é mudar a casa de lugar!”
Nos dias que se seguiram permanecia na propriedade até a tarde, e, antes do anoitecer seguia para a fazenda da namorada. Ao mesmo tempo avisava os amigos que iria fazer um mutirão para desmanchar a casa.
Poucos dias depois desmancharam a casa e fizeram outra próxima à estrada e a um pequeno córrego.
Apesar de haverem mudado a casa de lugar, a moça ficou com tanto receio de dormir na casa, que pouco se lhe dava terem-na mudado de lugar. Nunca mais voltou lá para pernoitar. Contudo, o irmão dela permaneceu lá, e, felizmente, o que quer que houvesse de mal-assombrado, não acompanhou a casa na mudança, e o rapaz pôde dormir em paz.




[1]Tramela: é uma espécie de tranca para portas e janelas de madeira, que é feita com um pedaço de madeira resistente, com um furo no centro. Ela é pregada no batente das portas e janelas, de tal modo que pode ser girada para trancar ou destrancar.

Acesse uma das livrarias abaixo e conheça algumas de nossas obras:


Também poderá encontrá-los nos sites das  livrarias: Kobo, Cultura, Apple, Wook, Bol.com, dentre outras.

Favor curtir e compartilhar!

Festa da Moagem e Carros de boi de Santa Maria - DF

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

4 de setembro de 2017

17 de agosto de 2017

Festa do Carro de Boi de São José do Calçado - ES


Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Festa da Moagem e Carros de Boi de Santa Maria - DF

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Encontro de Violeiro na Casa do Cantador em Ceilândia - DF

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Exporural de Caraíbas, Desfile de carros de Boi e Charretes em Paramirim - BA

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Expozante 2017

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Carreata de Carros de Boi de Guimarânia - MG

*Cartaz enviado por Flávia Machado

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Os carros de boi cantaram na Queima do Alho e Encontro de Carros de Boi em Leandro Ferreira - MG

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Queima do Alho e Encontro de Carros de Boi em Leandro Ferreira - MG

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

15 de agosto de 2017

Carreata de Carros de Boi de Guimarânia - MG

*Cartaz enviado por Flávia Machado

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

9 de agosto de 2017

8 de agosto de 2017

Encontro de Violeiro na Casa do Cantador em Ceilândia - DF

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Histórias do além, de Rogério Corrêa

Foi lançado o livro Histórias do além (assombrações, experiências sobrenaturais, visagens, tesouros, ...), de Rogério Corrêa,  na versão digital.



PrefácioUMA LEITURA ASSOMBRADA E DIVERTIDA

Assim que comecei a ler o livro de Rogério Corrêa, Histórias do Além, imediatamente me veio à lembrança Dona Cenira, uma vizinha nossa, de minha infância em Palmares─Pernambuco, que à noite, sentada numa cadeira na calçada, costumava nos contar "Histórias de Trancoso"— era assim que se denominavam os "causos" do além naquele tempo.
Para nós outros, os meninos vadios e andejos que ficávamos sentados no meio-fio, coladas uns aos outros, tremendo muito — não de frio, pois o calor era imenso na Mata Sul pernambucana, mas tremendo de medo —, foram momentos de intensa magia, que ficaram em nossas lembranças para sempre.
Lembrei-me também de Seu Amaro, um viúvo surdo que conversava com sua falecida esposa todos as noites, falando alto, aos gritos, num diálogo que era escutado pelos vizinhos. Nós morávamos em frente à casa dele.
— Tá cum saudades de Amaro? — perguntava ele em voz alta, trancado na sala, com as luzes apagadas.
E ele mesmo respondia de imediato, com um grito triunfante:
— Tô!!! 
Na verdade, os vizinhos só ouviam a voz de Seu Amaro, mas eu ouvia a resposta da morta como se fosse mesmo ela confirmando a pergunta do marido.
Os títulos das crônicas deste livro de Rogério Corrêa casam-se admiravelmente com o fantástico contido no título deste livro que é Histórias do Além, e cito alguns deles: Almas Perdidas, Ponte das Almas Perdidas, A Visão de uma Falecida, Baile das Almas, O Defunto que Saiu do Caixão. E por aí vai. O subtítulo é um resumo da intrigante leitura em que o leitor irá mergulhar: Assombrações, Experiências Sobrenaturais, visagens, tesouros...
Em Palmares, quem passava pela rua do cemitério após a meia-noite, ouvia perfeitamente a voz de um defunto pedindo reza. A história do ente fantástico Pé-de-Espeto e os relatos dos pescadores que viam almas quando jogavam suas tarrafas nas águas do Rio Una eram partes integrantes do imaginário das crianças daquela terra. 
De modo que a leitura de Histórias do além foi para mim uma volta prazerosa ao irrealismo assombroso de minha infância. Um irrealismo tão real que permaneceu para sempre em minha cabeça, me dando sustos até os dias de hoje.
Na crônica "O Dia da Própria Morte", Rogério narra o incrível telefonema de um pai para sua filha, avisando-a de que viesse visitá-lo a tempo, pois ele iria morrer "na próxima quarta-feira". E o pai não estava caduco e aparentava gozar de boa saúde!...
Misturando assombração com hilaridade temos uma crônica com o título de "Região conhecida como Caga-Fogo". Não pude deixar de rir lembrando-me do besouro caga-fogo, abundante na paisagem dos meus tempos de criança.
O livro, revela o autor, é fruto de pesquisas feitas durante alguns anos, além de entrevistas com várias pessoas, sobretudo do interior de Minas Gerais e Goiás. Ou seja, tudo passa na verdade!
"Dicoque" (presumo que a palavra seja derivada da expressão "de cócoras") é, certamente o sapo cururu nordestino. Na crônica "Guardião da botija de ouro", revejo uma das palavras mágicas que povoaram a minha infância, a "botija", símbolo de fartura e de riqueza.
Quem encontrava uma, era assim como quem acerta hoje um gordo prêmio da loteria. Lembro-me de muitas histórias dos caçadores de tesouros que almejavam encontrar fortunas cavando as margens lamacentas do Rio Una para encontrar uma botija.
A crônica que fecha o livro, intitulada "O que é do homem o bicho não come", envolve a natureza viva, homens e animais, e a natureza bruta, pedras preciosas, numa simbiose perfeita para encerrar com chave de ouro esta coletânea de maravilhas! Uma leitura que é, a um só tempo, assombrosa e divertida. São cinco capítulos de encantamentos, fantasmagorias e mágicos momentos.
Recomendo com muito entusiasmo.
Sucesso aos dois: à obra e ao seu autor!

Luiz Berto Filho é escritor pernambucano
Editor do Jornal da Besta Fubana

Acesse o link abaixo:
Livraria SARAIVA

E nas principais livrarias.

Mais um lançamento pelo selo do Instituto/Editora ICEIB. Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:

Livraria AMAZON


Livraria CULTURA

Em breve nas demais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

Festa do Peão de Boiadeiro de Piracicaba - SP

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das outras livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

7 de agosto de 2017

Festa da Moagem e do Carro de Boi de Palmital de Minas - Cabeceira Grande - MG

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros

Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

O que é do homem o bicho não come. Trecho do livro Histórias do Além, de Rogério Corrêa


Trecho do livro Histórias do além, de Rogério Corrêa:



O que é do homem  
o bicho não come

Heitor contou que na região onde a família dele possui umas terras no estado de Tocantins, havia pedras preciosas.
Era uma região de serra, e, na época, as nascentes de água  e riachos não eram fechadas com cerca de arame e o gado bebia água nelas. Ele lembra que desde jovem ouvia os mais velhos falarem que quando uma novilha não pegava cria e não engordava, poderia ser por ela ter engolido algumas dessas pedras quando ia beber água.
Há mais de 30 anos, suspeitaram de uma novilha com aqueles sintomas mencionados, e o pai dele pediu para eles sacrificarem o animal. Na empreitada estavam o Heitor, seu irmão, um primo e um tio.
Depois de abaterem a novilha e abrirem, o tio dele apalpou o fel da novilha e constatou que tinha algumas pedras. Chamou os demais para tocarem também no fel. Depois de todos apalparem, o  tio abriu o fel com uma faca e retirou três pedras brilhantes.  Chamou o sobrinho para pegá-las. Quando colocou as pedras na palma da mão, fechou a mão e em seguida abriu para observar as pedras, avistou somente um clarão na palma da mão, se assustou com o brilho e as deixou cair no chão no meio do esterco das vacas e cascalho, e elas desapareceram. Procuraram bastante no local que elas caíram e não encontraram nunca mais.
Ao contar o acontecido ao seu pai, ele apenas disse:

― O que é do homem o bicho não come! Se as tais pedras não eram pra ser nossas, então não se deve questionar o acontecido.

Acesse uma das livrarias abaixo e conheça algumas de nossas obras:



Também poderá encontrá-los nos sites das  livrarias: Kobo, Cultura, Apple, Wook, Bol.com, dentre outras.

Favor curtir e compartilhar!

Festa da Moagem e Carros de Boi de Santa Maria - DF

Acesse os links  abaixo e conheça algumas de nossas obras:
Livraria Saraiva
Livraria Amazon
Link do livro (impresso) na Livraria Amazon
Livros


Também poderá encontrá-los nos sites das principais livrarias.

Favor curtir e compartilhar!

3 de agosto de 2017

2 de agosto de 2017