30 de abril de 2014

Festa de Nossa Senhora da Lapa de Vazante – MG - 2014



 
Trecho do livro “Festas de Carros de Boi”:

Carreiros da Lapa


Clóvis Cardoso de Oliveira, 75 anos, da Fazenda Paulista, município de Catalão. Esse, tinha muitas histórias pra contar. Ainda faço um livro só com ele! Mas, tomei uns aperitivos, comi uns tira-gostos, e consegui umas poucas pérolas de seu Clóvis. Senão, vejamos:
Ele foi a Vazante pela primeira vez em 1956,  a fim de participar da Festa de Nossa Senhora da Lapa,  prática que o povo catalanense mantém até hoje. Naquela época,  a família e os amigos dele vinham de carros de boi e a cavalo, demoravam em média cinco dias para percorrerem todo trajeto. Eles viajavam, mesmo em época de natureza caprichosa, final de abril e início de maio, quando chovia muito. Eles vestiam capa de chuva (capa plástica) toldavam os carros de boi com couro cru e folhas de buriti, mas os bois pegavam bicho (varejeira) de tanta chuva.  Algumas vezes viajavam com garrotes ainda bravos, mas no trajeto eles iam ficando mansos.  Também acontecia de alguns bois machucarem os cangotes e para curarem as feridas deles, passavam sebo de vaca com azeite de mamona. Aconteceu de boi ficar ervado, e para curá-lo administravam meio litro de banha com meio litro de rapadura raspada. Efiavam essa mistura goela abaixo do boi, e ele melhorava. Foram muitas as vezes que seu Clóvis foi à Lapa de carro de boi, algumas dessas vezes, carreando para os outros. No Pouso dos Pilões (pequeno povoado de Goiás, perto da divisa com Minas), seu Clóvis achou que havia carros demais indo para a festa e resolveu contá-los, só por curiosidade: 98 carros de boi. Procuravam andar em comitiva sempre que ia à festa na Lapa, como eles chamavam Vazante naquela época. Ao chegarem à praça da igreja, organizavam-se da melhor maneira possível, estacionando os carros enfileirados.  Para isso, esticavam fios de algodão tornando as fileiras quase perfeitas. Todos montavam as barracas do lado direito do carro,  e a média de um carro para o outro era de quatro metros, visando ter espaço suficiente para os romeiros passarem de um lado para o outro. A boiada era solta nos pastos da dona Tunica. Chegava gente de todos os lugares, centenas de carros, milhares de bois, cavalos e burros. Êta festa boa!

►A grande promessa

Seu Clóvis Cardoso de Oliveira, certa vez foi contratado por um fazendeiro para dar suporte com um carro de boi, para que ele cumprisse uma graça alcançada. Esse fazendeiro tinha feito uma promessa para Nossa Senhora da Lapa, para que, se a filha dele escapasse com poucas sequelas, da paralisia infantil da qual estava padecendo, ele iria cumprir o prometido. Sua filha melhorou, ficou apenas manca de uma das pernas. Consequentemente, no ano seguinte, esse pai percorreu a pé, carregando a sua filha de 10 anos, da localidade onde ele morava, até a gruta onde fica a imagem da Nossa Senhora da Lapa, em torno de 140 quilômetros. A honestidade de quem tem a fé de haver recebido uma graça, é mesmo surpreendente.


                               

Festa de Nossa Senhora da Lapa de Vazante - MG - de 1º a 3 de maio de 2014


Os carros de boi cantarão na 63ª Grandiosa Festa em Louvor ao Divino Pai Eterno com Tradicional Desfiles de Carros de Boi de Caxambú – GO, de 3 a 13 de julho de 2014

Os carros de boi cantarão no 18º Festival do Carro de Boi no povoado de Radiolândia – GO, de 19 a 22 de junho de 2014

Festa dos Carros de Boi de Raposo - RJ - de 22 a 25 de maio de 2014


FESTA DA MOAGEM E DO CARRO DE BOIS DE UNAÍ - MG - de 30 de abril a 4 de maio de 2014



A festa começou hoje, então aproveite essa oportunidade e participe da festança!


Principais eventos no sul do país

 ·  Maio
·  Dia 30 - a 04/05/2014 - 42º Rodeio Nacional CTG Os Praianos - São José - SC
·  Dia 01- a 04/05/2014 - 16º Rodeio Crioulo de São Sebastião do Caí - Parque de Eventos da UCS Vale do Caí - São Sebastião do Caí;
·  Dia 01 - a 04/05/2014- 10º Rodeio Interestadual do CTG Tropeiros do Litoral - Mostardas
·  Dia 01 - a 04/05/2014 - X Festa Campeira - CTG Sentinela do Rio Grande - Parque de Eventos - Glorinha;
·  Dia 01 - a 04/05/2014 - XXX Rodeio Crioulo Nacional - CTG Vale da Amizade - Turvo - SC;
·  Dia 02 - a 4/05/2014 - Haras Virgínia promove 5ª Etapa Laço Comprido e 2ª Etapa Laço Técnico - Local- Haras Virgínia;
·  Dia 02 - a 04/05/2014 - 12ª Festa Campeira CTG Amigos da Tradição - Parque de Rodeios João Florian - Caxias do Sul;
·  Dia 03 - e 04/05/2014 - 1º Festiart - Festival de Invernadas Artísticas -Realização Assoc. Centro Tradicionalista Gaúcho Vale do Gravataí;
·  Dia 08 - a 11/05/2014 - 47º Rodeio Crioulo do CTG Erva Mate - Parque Municipal do Chimarrão- Venâncio Aires;
·  Dia 08 - a 11/05/2014 - 16º Rodeio Crioulo Estadual de Cidreira - CTG Vaqueanos do Litoral - Parque de Rodeios Zeca Primo - Distrito da Fortaleza - Cidreir;
·  Dia 09 - a 11/05/2014 - II Rodeio Crioulo Nacional - CTG Rio Jordão - Siderópolis - SC;
·  Dia 16 - a 18/05/2014 - XXVI Rodeio Crioulo Nacional - CTG Herança do Velho Pai - Morro da Fumaça - SC;
·  Dia 23 - a 25/05/2014 - XX Rodeio Crioulo Nacional - CTG Porteira Catarinense - São João do Sul - SC;
·  Dia 28 - a 01/06/2014 - 34º Rodeio Crioulo Internacional de Osório;
·  Dia 29 - a 01/06/2014 - XVIII Rodeio Crioulo Nacional - CTG 13 Guapos - Imbituba - SC;
·  Julho
·  Dia 05 - a 07/07/2014 - 6º Rodeio Internacional CTG Fazenda Silva Neto - Canelinha- SC;
·  Setembro
·  Dia 05 - a 07/07/2014 - 6º Rodeio Internacional CTG Fazenda Silva Neto - Canelinha - SC;
·  Novembro
·  Dia 05 - 09/11/2014- 30º Rolantchê Internacional - Parque Municipal Vitor Mateus Teixeira- Rolante;
·  Dia 27 - e 30/11/2014 - IV Rodeio Nacional de Esmeralda. 

Informação disponibilizada em: http://www.macanudogaucho.com.br/agenda/


25 de abril de 2014

O carro de boi cantará no município Lapa - PR, em comemoração ao Dia do Tropeiro

Em comemoração ao Dia do Tropeiro terá desfile de carros de boi no dia no dia 27 de abril de 2014 (domingo)  no município Lapa - PR, juntamente com outras programações.  



Salve o tropeirismo e os carros de bois que tanto contribuíram para o desenvolvimento de nosso país!

24 de abril de 2014

Programa especial carros de boi


Entrevista ao carapina Sr. Joaquim de São Bento do Sapucaí - SP


O Carreiro Alcimino carreando com o Carro de Boi Titanic - Vazante *


Esse é um ótimo vídeo para ser assistido e se preparar para a festança de 2014!
Durante o XIX Mutirão de Carro de Boi da Comunidade da Cachoeira, em  Vazante-MG, ocorrido no período de 19 a 21/06/2013. o carreiro Alcimino, de Guimarânia-MG, amarrou sua boiada no Carro de Boi conhecido por Titanic, carregado com mais de 60 balaios de medida de milho em espiga, carro este de Dirceu José da Silva, Unaí-MG. O desafio de subir e descer a Serra da Boa Vista é a parte mais marcante deste mutirão, devido ao grau de dificuldade. O vídeo abaixo mostra este desafio.Veja clicando na imagem.

*Informação extraída: www.carrodeboi.com.br

O CARRO DE BOI CANTOU EM IPUIÚNA - MG

Dia 13 de abril de 2014 o carro de boi cantou em Ipuiúna/MG pela 24ª vez .






O carro de boi cantou em Bom Despacho - MG


O carro de boi cantou nos dias 19 e 20 de abril de 2014 na comunidade Engenho do Ribeiro em Bom Despacho - MG.


23 de abril de 2014

O carro de boi cantou em Santa Rita de Caldas - MG.



(Foto: Christian Minoru)

"No dia 06 de abril de 2014 aconteceu o tradicional Desfile de Carros de Boi de Santa Rita de Caldas. O evento marca a abertura das festividades em homenagem a Santa Rita, padroeira da cidade. O encontro dos carreiros teve início há cinco décadas, idealizado pelo Padre Alderigi Maria Torriani, com o objetivo de trazer lenha para as pessoas necessitadas do município. Como de costume, os carreiros foram recepcionados em um almoço especial e homenageados com uma lembrança do desfile. Também receberam a esperada bênção em frente ao Santuário de Santa Rita.O barulho charmoso das rodas dos carros de boi que percorrem as ruas da Capela anuncia que a tradição permanece viva no coração do povo santarritense."*

*Informação extraída de: http://www.prefeiturasrc.mg.gov.br


22 de abril de 2014

Da fixação do homem a terra à invenção dos carros de boi - (trecho do livro "Festas de Carros de Boi"

Da fixação do homem a terra à invenção dos carros de boi

"Fixação do homem e desenvolvimento da agricultura de subsistência

Há milhares de anos, nas sociedades primitivas, os seres humanos eram nômades. Significa dizer que não moravam sempre no mesmo lugar, viviam em bandos e saíam em busca de lugares que pudessem atender as suas necessidades de sobrevivência; de preferência que fossem próximos de lagos ou rios. Habitavam o local de acordo com a disponibilidade de alimentos que a natureza lhes oferecia; dependiam da coleta de alimentos silvestres, da pesca e da caça. Naquela época ainda não havia cultivos, criações domésticas, armazenamento e também não se trocavam mercadorias entre bandos diferentes, pois eram rivais.
De tal modo, em certos períodos tinham fartura de alimentos e em outros passavam fome. Daí partiam em busca de um novo local para se instalarem. Para alguns deles, a busca do alimento, em princípio era fácil, mas com o passar do tempo ficava difícil, porque eles não sabiam replantar o que comiam, e quando os alimentos mais próximos acabavam, eles tinham que percorrer longas distâncias. Então, eram obrigados a se mudarem novamente.
Pela observação, descobriram que as sementes das plantas, quando devidamente espalhadas ao solo, germinavam, e com o passar do tempo elas cresciam e davam frutos, e que alguns animais podiam ser domesticados.
Esse momento é muito importante para os seres humanos, porque é o início da agropecuária e da fixação do homem a um lugar preestabelecido por eles.
Conforme expõe Carneiro, com a fixação do homem em locais predefinidos, ele desenvolveu a agricultura de subsistência. O trigo e a cevada foram as primeiras plantas a serem cultivadas. ambas surgiram na Ásia Menor, entre 6000 e 7000 a.C. 
Cabe observar que uma das grandes conquistas técnicas, ligadas ao plantio, foi a invenção e o uso do arado, que inicialmente era puxado por humanos, e após o século V a.C., foram usados animais atrelados.
O arroz, cuja origem é mais recente em torno de 2000 a.C., originário na Península da Indochina, era uma gramínea de solo seco, e foi a ação humana que a adaptou artificialmente, após 2000 anos de cultivo, como uma planta semiaquática.
O terceiro cereal mais importante do mundo é o milho, plantado há cerca de 3000 a 3500 a.C., nos planaltos mexicanos, difundo por toda Europa por volta do século XVI d.C. graças aos espanhóis que o espalham pelo mundo. Ele se tornou parte essencial da dieta europeia, chegando à Itália por volta de 1600, sendo consumido como papas e mingaus.
A respeito do uso do sal, os registros mostram que ele já era usado na Babilônia, no Egito, na China e em civilizações pré-colombianas, em torno de 3000 a.C.
A mandioca foi a planta mais importante das populações litorâneas da América do Sul. Mas sei que raramente alguém pensa nela quando está saboreando os deliciosos pães de queijo mineiros que fazem sucesso além-Minas, além-Brasil. Também acho improvável que alguém relacione as primeiras prensas para a farinha de mandioca, sendo apertadas pela força dos bois de canga, assim como seria exagerado pedir que se tragam à baila memórias das grandes farinhadas, cujo produto, desde a própria farinha até o polvilho, era puxado pelos carros de boi. É que geralmente acontecia de as casas de farinha serem logisticamente erguidas próximas as fontes de água corrente, para facilitar o trabalho dos farinheiros. Essa opção geográfica facilitava o trabalho agricultável, mas era penoso para os carreiros e seus carros de boi, que cantavam para subir longas, e muitas vezes lisas serras, pois a época de farinhada não raro coincidia com temporada de chuvinhas, aquelas que fazem as encostas se parecerem com peixe ensaboado.
Os carros de boi e suas parelhas merecem ou não festividades dedicadas a eles? Eu penso que sim. Por isso mesmo também me dediquei a ir até cada uma delas durante três anos e registrá-las, para que o máximo possível de pessoas soubessem que as raízes do Brasil também dependeram de rodas e de muitos pares de patas."